Publicações · Recentes

PRECISAMENTE desmistifica a utilização de tecnologias de Agricultura de Precisão.

A TERRAPRO, em colaboração com o SANTANDER TOTTA, NEW HOLLAND, SYNGENTA e a VITAS, promove um conjunto de eventos com o objetivo de desmistificar a utilização de tecnologias de Agricultura de Precisão. Pretende-se demonstrar a facilidade de utilização e apresentar resultados práticos nas diversas culturas, desde o milho ao olival. As tecnologias de precisão estão hoje mais acessíveis representando um significativo aumento de eficiência na gestão agrícola. Ciclo de eventos: 1ª SESSÃO "PRECISAMENTE: MILHO e outras culturas anuais" 21-09-2017 | 15h30 Monte Santo Isidro 38°50'46.40"N 8°52'36.16"W PORTO ALTO 2ª SESSÃO "PRECISAMENTE: OLIVAL e outras culturas perenes" 27-09-2017 | 15h30 Monte Torre das Figueiras 39°04'05.6"N 7°27'27.3"W MONFORTE Mais informações em: https://www.precisamente.info/

Será que condições climatéricas adversas afectam a produção agrícola e os recursos florestais em Portugal?

Como responder à questão acima colocada? Para isso e, antes de mais nada, temos de saber o que são condições climatéricas? A utilização da palavra “climatérico” como sinónimo de “Tempo” para explicar o que ocorre num determinado dia é tecnicamente um erro. É uma palavra que tem sido apadrinhada pela comunicação social e agente políticos, apesar de cientificamente não ter nenhum significado e, por isso, nunca deveria ser utilizada para explicar fenómenos meteorológicos que ocorrem no dia-a-dia. Conclusões sobre o clima de um local ou de uma região só se podem tirar com séries de valores climáticos registados num longo período, que as regras internacionais apontam para 30 anos. (Mais informações? Veja em https://www.theberryproject.org/blog/). Se utilizarmos a palavra climatérico como sinónimo de climático, então é correcto pensar que há uma variabilidade climática inerente ao próprio sistema climático. Essa variabilidade pode, consequentemente, afectar a produção agrícola e os recursos florestais, através por exemplo do comportamento anómalo da temperatura, com valores, num determinado período, acima ou abaixo da normal ou, no caso da precipitação pela Irregularidade da sua distribuição espacial e temporal. Em resumo, podemos dizer que a agricultura e os recursos florestais são altamente dependentes dos factores climáticos que condicionam as condições locais da atmosfera e, por isso, o tempo no dia-a-dia. É, neste sentido, muito importante encarar a formação especializada como um investimento crucial para dotar os ramos profissionais que necessitarem e, em especial, os agricultores e os técnicos agrícolas/ florestais, das ferramentas necessárias à sua capacitação nas respostas aos problemas dos impactos de situações adversas de tempo e da variabilidade climática nas culturas e recursos florestais. Assim, o The Berry Project faz um novo Reminder sobre o Curso de Riscos Climáticos Aplicados à Agricultura que vai decorrer em Coimbra de 08 a 17 de Novembro de 2017. Tem as inscrições abertas com uma Early Bird, que permite poupar €150, até 30 de Setembro de 2017. Informa, ainda, que foi feito um ajustamento ao programa do curso com a inclusão de um novo módulo sobre Variabilidade/alterações climáticas na vitivinicultura. O curso está estruturado em 5 módulos, tendo agora sido integrado o Módulo 5 sobre Variabilidade/alterações climáticas na vitivinicultura, em que será formador o Prof. Adjunto, Luís Peres de Sousa, da Escola Superior Agrária de Beja (ESAB) do Instituto Politécnico de Beja. O Prof. Luís Peres de Sousa é Engenheiro Agrónomo e Produtor-Vitivinicultor e é delegado de Portugal na OIV - Organização Internacional da Vinha e do Vinho. Os outros módulos e formadores serão: - Módulo 1 - Aquisição Automática de Dados -Eng. Luís Domingues , Especialista Sénior em aquisição automática de dados; - Módulo 2 a 4 – Riscos Climáticos (Métodos estatísticos, métodos meteorológicos e análise do risco agrometeorológico) - Prof. Orivaldo Brunini, Engenheiro Agrónomo com Doutoramento (PhD) em Agrometeorologia, sendo um Especialista Sénior ligado ao Instituto Agronómico de Campinas e Presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola (FUNDAG) , Brasil. Quer saber mais, veja em: https://www.theberryproject.org/. Contactos: Sérgio Ferreira – Meteorologista consultor Sénior E mail: sfconsultoria@gmail.com Telefone: +351 92 924 96 64

Agri Milk Show
  03 Nov

A Exponor recebe, de 3 a 5 de Novembro, a segunda edição da Agri Milk Show, a feira internacional do agro-negócio, leite e alimentação. Após “o sucesso da edição do ano passado”, numa organização da IS International e da Associação Portuguesa de Criadores de Raça Frísia, e que foi “determinante na promoção profissional da cadeia de valor e fornecimento da produção de leite”, aquele evento regressa em 2017 com um “certame maior, mais forte e repleto de novidades”, diz fonte da organização. Um dos objectivos desta edição passa por levar à Exponor técnicos e profissionais de todo o sector, estabelecendo novas parcerias, e desenhando novos eventos que incentivem a participação e a visita de outros públicos. “Tudo para gerar valor à participação de diferentes sectores e expositores, que possam acrescentar novas ofertas e produtos para esta cadeia de fornecimento do sector produtivo do leite”, acrescenta a mesma fonte. As inscrições podem ser feitas aqui: https://my.sendinblue.com/users/subscribe/js_id/2kl32/id/3 Fonte:http://agriculturaemar.com/agri-milk-show-marcado-novembro-dedicado-as-novas-tecnologias-promocao-dos-lacticinios/

Concurso Municipal de Ideias de Negócio de Marvão: candidaturas abertas!

O 4º Concurso Municipal de Ideias de Negócio de Marvão tem candidaturas abertas até 31 de Dezembro de 2017. A iniciativa do Município de Marvão com a colaboração da ADRAL – Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo, procura “continuar a incentivar a população e empresas a apresentarem ideias inovadoras para a região, de forma a contribuírem para o crescimento e desenvolvimento da economia local”. Segundo o regulamento, as ideias deverão ser susceptíveis de dar origem ao aparecimento de um novo produto/serviço/evento, e/ou de um novo processo produtivo, e/ou de atribuir novas características ao produto/serviço/evento e/ou de uma nova abordagem ao mercado. As ideias apresentadas deverão ter como local de implementação o concelho de Marvão. As candidaturas poderão ser entregues num dos seguintes locais no Gabinete de Apoio ao Desenvolvimento Económico (GADE) do Município de Marvão, ou enviadas por correio registado com aviso de recepção, desde que o carimbo de entrada nos CTT não ultrapasse o limite, 31 de Dezembro de 2017, ou por correio electrónico para o endereço do GADE: gade@cm-marvao.pt. As candidaturas deverão ser apresentadas em impresso próprio que poderá ser solicitado presencialmente nas instalações do GADE, no site do Município de Marvão ou por email. O preenchimento do formulário de candidatura é obrigatório, podendo ser também complementado por vídeos, fotografias, protótipos, folhetos ou outros documentos que possam ilustrar/demonstrar a ideia a concurso. Toda a candidatura deverá ser redigida em português. Pode ver o regulamento do concurso no ficheiro em anexo Fonte: http://agriculturaemar.com/concurso-municipal-ideias-negocio-marvao-candidaturas-abertas/

Videiras do Dão crescem em Moçambique

O desafio à Visabeira foi lançado em 2015 e depois da recolha de informações junto do Ministério da Agricultura de Moçambique o grupo empresarial viseense chegou à conclusão que era possível avançar com o projeto do cultivo da vinha. No ano passado foi feita a primeira prospeção no terreno para a localização das melhores áreas no país que estivessem nos parâmetros climáticos e de qualidade de solo adequados para a cultura da vinha. Após a prospecção do terreno foram localizados dois locais, um na região centro junto a Manica, próximo da fronteira com o Zimbabué, e outro local junto da região da província de Maputo. Zonas que desde maio deste ano acolhem plantações experimentais com oito castas (duas brancas e seis tintas) da região e estrangeiras, numa área de cerca de um hectare. Em cada área foram plantadas cerca de 800 videiras. Segundo José Matias, responsável técnico do projeto, os resultados estão a ser “muito satisfatórios dentro do que estava previsto”. “Estamos a acompanhar o crescimento da vinha para depois do ciclo vegetativo chegarmos a conclusões se a uva produzida terá características para a produção de vinhos de excelência em Moçambique”, explica. A primeira colheita está prevista para os meses de novembro e dezembro deste ano. José Matias espera que cada videira produza um ou dois cachos. “Estamos curiosos e esperançados que possamos ter ali pano para mangas”, admite. O facto das duas regiões onde se encontram as plantações experimentais estarem a cerca de 1500 quilómetros de distância uma da outra também pode, segundo o responsável, ditar algumas diferenças nas uvas produzidas e nos vinhos a produzir. O clima tropical de Moçambique também é “uma incógnita” para a evolução da videira mas José Matias garante que o solo é “extremamente propício e muito rico para a cultura da vinha. Isso é uma constatação”, garante. Projeto bem acolhido em Moçambique Desde o início que a ideia contou com a envolvência não só do Ministério da Agricultura como também dos governos regionais e das entidades locais. José Matias refere que o projeto sempre foi “bem aceite” até porque vai criar mais empregos e é mais uma atividade agrícola”. Apesar de ser uma novidade, a cultura da vinha já existiu em Moçambique no tempo colonial. “É o reativar de uma actividade”, conta. O objetivo é o de instalar mil hectares. Um objetivo que, segundo o responsável, “é mútuo tanto da parte da Visabeira como do Estado moçambicano”. Fonte: https://www.jornaldocentro.pt/jornal/regiao/aguiar-da-beira/videiras-do-dao-crescem-em-mocambique/#

Reminder sobre Curso Riscos Climáticos Aplicados à Agricultura - Inclusão de um módulo sobre Variabilidade/alterações climáticas na vitivinicultura

Este curso organizado por The Berry Project, fundado pelo Meteorologista Consultor Sénior Sérgio Ferreira, está integrado numa marca que enquadra uma iniciativa que tem como objectivo melhorar o nosso conhecimento sobre o funcionamento do Sistema Climático para saber como agir. O curso vai decorrer em Coimbra de 08 a 17 de Novembro de 2017. Tem as inscrições abertas com uma Super Early Bird a terminar em 08 de Agosto de 2017. Está estruturado em módulos, tendo sido agora integrado um Módulo sobre Variabilidade/alterações climáticas na vitivinicultura, em que será formador o Prof. Adjunto, Luís Peres de Sousa, da Escola Superior Agrária de Beja (ESAB) do Instituto Politécnico de Beja. O Prof. Luís Peres de Sousa é Engenheiro Agrónomo e Produtor-Vitivinicultor e é delegado de Portugal na OIV - Organização Internacional da Vinha e do Vinho. Quer saber mais, veja em: https://www.theberryproject.org/. Contactos: Sérgio Ferreira – Meteorologista consultor Sénior E- mail: sfconsultoria@gmail.com

European Bee Award incentiva a proteção de polinizadores

O European Bee Award tem como objetivo incentivar a proteção de polinizadores nas explorações agrícolas. Recompensa agricultores, proprietários de terras, institutos de investigação, universidades e organizações públicas e privadas que desenvolvem projetos interessantes e inovadores para proteger abelhas e outros polinizadores no ambiente cultivado. Serão atribuídas 3 categorias de prémios: Práticas de gestão de terrenos (prémio de 4.000€) Aplicação de soluções tecnológicas inovadoras (prémio de 4.000€) Menção especial do júri (diploma de reconhecimento) Mais informações: http://www.europeanlandowners.org/awards/bee-award

Workshop ‘Innovation Hubs’ (SAVE THE DATE - Porto, 18 Setembro)
  18 Set

O Gabinete de Promoção do Programa Quadro de I&DT (GPPQ) e a Unidade de Infraestruturas Tecnológicas da ANI organizam um workshop especificamente dedicado aos ‘Innovation Hubs’, o qual será aberto a todos os potenciais interessados e contará com a presença de representantes de duas Direções Gerais da Comissão Europeia (DG Connect e DG RTD). Além da informação sobre os próximos concursos (2018-2020) a abrir pela Comissão Europeia nas diversas prioridades temáticas (no Programa de Trabalho do Desafio Societal Bioeconomia está previsto o tópico “ICT innovation for Agriculture – Digital Innovation Hubs for Agriculture”*), serão apresentados exemplos de boas práticas nos processos de estruturação de Innovation Hubs e haverá ainda oportunidades para discussão e esclarecimento de dúvidas nas sessões de debate e networking. Este workshop terá lugar no dia 18 de Setembro de 2017 no Porto, entre as 9h30 e as 18h. Mais informação sobre o local e a agenda do evento será disponibilizada brevemente. *Poderão encontrar informação relevante sobre este assunto no seminário que foi organizado recentemente pela EIP-AGRI: https://ec.europa.eu/eip/agriculture/en/event/eip-agri-seminar-digital-innovation-hubs

Concurso de Ideias e Programa de Pré-Aceleração de Projetos de Negócio BIOTECH -- 2ª Edição --
  30 Jun

Está aberta a 2ª Edição do Concurso de Ideias e Programa de Pré-Aceleração de Projetos de Negócio BIOTECH_agrifood Innovation, organizado pela Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa (www.esb.ucp.pt/biotech) e orientado para a valorização de resultados de investigação. O objetivo do Concurso é selecionar Ideias associadas a planos e projetos de investigação, e apoiar a sua transformação em Projetos de Negócio, premiando os que sejam considerados como “+ inovadores” e com “+potencial”, conforme avaliados pelo Júri, com um prémio monetário de 2.000 euros. A ESB/UCP contará com um conjunto de parceiros empresariais para a execução do Concurso e Programa. Esclarecimentos: Eduardo Cardoso Email: ecardoso@porto.ucp.pt

Está aberto concurso para apresentação de Candidaturas ao SIAC – Sistema de Apoio a Ações Coletivas : projetos estruturantes de transferência do conhecimento científico e tecnológico promovidos pelos CIT

Data de início: 15-07-2017 Data de encerramento: 15-09-2017 (19 horas) O SIAC – Sistema de Apoio a Ações Coletivas prevê o financiamento de projetos estruturantes de Transferência do Conhecimento Científico e Tecnológico promovidos pelos CIT* na modalidade de ‘projetos individuais’ ou ‘ projetos em copromoção’. * Centros de Interface Tecnológico Para mais informações: http://ani.pt/infraestruturas-tecnologicas-nacionais/

A Universidade Católica do Porto premiou dois projetos inovadores no Concurso Biotech_agrifood Innovation

A Escola Superior de Biotecnologia (ESB) da Universidade Católica – Porto premiou dois projetos inovadores na área agroalimentar, no contexto da primeira edição do concurso Biotech_agrifood Innovation. Miguel Ramos e Norton Komora, ambos investigadores na ESB, foram os vencedores dos prémios +Potencial e +Inovação, respetivamente, destacando-se do grupo de sete equipas admitidas ao programa “Ideias para Projetos de Negócio”, cujo objetivo era contribuir para a valorização de resultados de investigação no setor agroalimentar. Miguel Ramos apresentou o projeto “MycoBranches”, uma tecnologia de produção de biomateriais que consiste na agregação de subprodutos das indústrias agroalimentares, através da ação de fungos. O resultado é um novo conceito de palete, mais amiga do ambiente, com elevada resistência à humidade e ao fogo e sem incremento de custo, entre inúmeras outras aplicações. Já Norton Komora revelou a “Bio-Cold Pasteurization”, uma tecnologia inovadora de conservação de alimentos sem recurso a tratamento térmico, que preserva a microbiota natural e as propriedades bioquímicas e organoléticas dos alimentos, representando uma opção de processamento mais sustentável. O objetivo é a produção de alimentos mais frescos e saudáveis – que sejam benignos, tanto para a saúde como para o ambiente. A segunda edição do concurso Biotech_agrifood Innovation decorre de outubro de 2017 a janeiro de 2018 e a submissão de ideias termina no dia 25 de setembro. Saiba mais em: http://www.esb.ucp.pt/biotech. Fonte: http://portal.i9magazine.pt/concurso-biotech_agrifood-innovation-da-catolica-porto/

AGRI-FOOD MEDITERRANEAN INNOVATORS

A Universidade de Siena está à procura de ideias e projetos inovadores relacionados com o sector agroalimentar. Se tem menos de 35 anos e é um inovador, envie já a sua proposta até 31 de Julho de 2017. Mais informações em: http://www.siylab.eu/en/open-call-2017/

XXII Reunião do Conselho de Ministros da CPLP decorreu em Brasília

A XXII Reunião Ordinária do Conselho de Ministros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa teve lugar em Brasília, no dia 20 de julho de 2017, e contou com a participação dos Ministros dos Negócios Estrangeiros e das Relações Exteriores, ou seus representantes, da República de Angola, da República Federativa do Brasil, da República de Cabo Verde, da República da Guiné-Bissau, da República da Guiné Equatorial, da República de Moçambique, da República Portuguesa, da República Democrática de São Tomé e Príncipe, da República Democrática de Timor-Leste, e da Secretária Executiva da CPLP. Fonte: CPLP Pode consultar todos os documentos aqui: https://www.cplp.org/id-4447.aspx?Action=1&NewsId=5193&M=NewsV2&PID=10872

PDR 2020: abertas candidaturas ao melhoramento de recursos genéticos vegetais

O período para apresentação de candidaturas à Operação 7.8.4. Recursos Genéticos – Conservação e melhoramento de recursos genéticos vegetais (1.º Anúncio), no âmbito do PDR 2020, está aberto. Esta operação tem como objectivo apoiar as acções para conservação e melhoramento de recursos genéticos vegetais, previstas nos Programas de Conservação ou de Melhoramento Genético, aprovados pela entidade competente. A submissão de fichas de programa de conservação e/ou melhoramento genético vegetal, para avaliação pela DGAV – Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária deverá ser efectuada entre as 17 horas do dia 20 de Julho de 2017 e as 17 horas do dia 6 de Setembro de 2017, a fim de possibilitar à DGAV a emissão e envio aos beneficiários dos respectivos pareceres em tempo útil e permitir a submissão das candidaturas no prazo estipulado no Aviso de abertura desta medida. As fichas de programa deverão ser enviadas de preferência por correio electrónico (em formato pdf ou jpeg.) para o endereço recursosgenvegetais@dgav.pt. Em caso de opção pelo envio em papel o mesmo deverá ser feito para a seguinte morada: Avenida do Campo Grande, nº 50, 1700-093 Lisboa. A DGAV informará directamente o interessado sobre o parecer emitido, para o endereço de correio electrónico utilizado nos casos em que o pedido foi submetido por esta via, ou por correio normal nos casos em que o pedido tenha sido recepcionado por via postal. Esta operação apoio as despesas relacionadas com as seguintes acções: •Prospecção, colheita, caracterização e avaliação, conservação, documentação e multiplicação das variedades locais de espécies vegetais não incluídas no Catálogo Nacional de Variedades e de germoplasma vegetal autóctone identificado pela entidade competente; •Programas de Melhoramento vegetal que incluam germoplasma vegetal autóctone ou variedades locais; Inclusão de variedades locais em sistemas de certificação dos materiais de propagação e dos seus produtos finais e, sempre que possível, a realização de acções destinadas a promover a sua valorização económica; Recolha e conservação de material genético no Banco Português de Germoplasma Vegetal (BPGV). Mais informações em: http://www.pdr-2020.pt/site/Candidaturas Fonte: http://agriculturaemar.com/pdr-2020-abertas-candidaturas-ao-melhoramento-de-recursos-geneticos-vegetais/

Nova startup da Amorim Cork Ventures aplica cortiça em equipamentos de refrigeração

Revolucionar a indústria da refrigeração comercial com uma inovadora solução com cortiça é o objetivo da Grõwancork, a nova startup da incubadora Amorim Cork Ventures, liderada pelo empreendedor Filipe Guimarães. A solução EIC - Easy Insulation Cork, agora apresentada, compreende um chassi em aglomerado de cortiça expandida, revestido com chapas metálicas, que pode ser aplicado em equipamentos de refrigeração como alternativa ecológica aos atuais injetados com poliuretano. Saiba mais em: http://www.amorim.com/media/noticias/Nova-startup-da-Amorim-Cork-Ventures-aplica-cortica-em-equipamentos-de-refrigeracao/1622/

Plantas podem transformar lagartas em canibais

Um novo estudo demonstrou como algumas plantas evitam ser comidas por herbívoros - elas forçam-nos ao canibalismo. O estudo, publicado na revista Nature: Ecology and Evolution, mostra como os tomateiros (Lycopersicon lycopersicum) produzem produtos químicos defensivos que induzem lagartas da espécie Spodoptera exigua a comerem-se umas às outras. Saiba mais aqui: http://www.iflscience.com/plants-and-animals/plants-can-turn-caterpillars-into-cannibals-using-a-chemical-curse-/

Centro de Experimentação Agrária de Tavira abre portas e mostra projetos desenvolvidos
  20 Jul

A Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAP Algarve), no próximo dia 20 de Julho a partir das 10 horas, abre as portas do Centro de Experimentação Agrária de Tavira (CEAT) a todos os interessados em conhecer os trabalhos e projectos que ai se desenvolvem. Estas mostras, que se encontram instaladas no CEAT, são o resultado do trabalho desenvolvido pela DRAP Algarve entre 2011 e 2015, no âmbito de dois projetos apoiados pelo Programa de Desenvolvimento Rural (Proder): o Projeto FRUTALG, intitulado “Prospeção, Recolha, Conservação e Caracterização de Variedades Tradicionais de Fruteiras Algarvias com Interesse para a Agricultura Portuguesa” e o Projeto SULCASTAS, denominado “Prospeção e Caracterização da Variabilidade Genética de Castas de Videiras Autóctones nas Regiões do Alentejo e Algarve”. Os técnicos da DRAP Algarve estarão disponíveis para responder às duvidas técnicas que possam surgir no decurso da visita. Fonte: http://agriculturaemar.com/centro-experimentacao-agraria-tavira-abre-portas-mostra-projectos-desenvolvidos/

Será que o combate às incertezas de factores climáticos na produção agrícola, não é importante para os agentes agrícolas?

Será que o combate às incertezas de factores climáticos na produção agrícola, não é importante para os agentes agrícolas? Se a resposta for positiva então dê o seu contributo respondendo ao Questionário sobre necessidades a incluir num Sistema Agrometeorológico de Apoio à Decisão para a Agricultura no Centro e Oeste de Portugal (SADAGRO - Centro e Oeste). The Berry Project lançou, em forma electrónica, um questionário, ao sector agrícola (Agricultores e Técnicos agrícolas, Confederações, Cooperativas, Associações, etc.) para avaliar o seu interesse e, no caso positivo, incluir as necessidades num Sistema Agrometeorológico de Apoio à Decisão para a Agricultura no Centro e Oeste de Portugal (SADAGRO - Centro e Oeste). Recorda-se que só a participação activa do sector agrícola no preenchimento deste Questionário pode contribuir para implantar no Centro e Oeste de Portugal um Sistema Agrometeorológico de Apoio à decisão, que seja um instrumento eficaz de apoio ao combate às situações adversas de tempo e clima que afectam a produção agrícola. O SADAGRO - Centro e Oeste será um Projecto de Demonstração a ser desenvolvido por uma parceria integrando: - O CERNAS (Centro de Estudos de Recursos Naturais, Ambiente e Sociedade) da Escola Superior de Agronomia de Coimbra (ESAC/IPC); - O DREAMS (Centro Interdisciplinar de Desenvolvimento e Investigação em Ambiente, Gestão Aplicada e Espaço) da Universidade Lusófona; - A Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola – FUNDAG, Campinas, Brasil; - A empresa Meteo Portugal, Lda; - The Berry Project; - O COTHN (Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional). Quer saber mais sobre o Questionário, bem como sobre o Curso de Riscos Climáticos Aplicados à Agricultura ? veja em: https://www.theberryproject.org/sadagro/

European Innovation Academy - Setembro de 2017

A Primeira Edição da European Innovation Academy em Portugal vai ser em Cascais, contando com 300 dos mais brilhantes estudantes universitários e aspirantes a empreendedores de mais de 40 países. A European Innovation Academy é a maior aceleradora em inovação digital da Europa e conta com o apoio do Santander Totta e da Câmara Municipal de Cascais. Durante estas três semanas, jovens inovadores e talentosos de todo o Mundo reúnem-se com mentores e investidores de Silicon Valley e também de território nacional e regional para desenvolverem mais de 60 novas ideias de negócio. Saiba mais em: http://inacademy.eu/

Atelier de Inovação dos Cereais | 13 Julho, Benavente e Salvaterra de Magos
  13 Jul

O Crédito Agrícola e a INOVISA estão a organizar, com o apoio da Rede Rural Nacional, os Ateliers de Inovação. O próximo Atelier de Inovação é dedicado à fileira dos cereais e tem lugar dia 13 de julho, no Cine-teatro de Benavente e na Cotarroz em Salvaterra de Magos. Este workshop é organizado em parceria com a COTARROZ, a ANPOC, a ANPROMIS e o Centro de Competências do Milho e do Sorgo. Poderá consultar o programa do Atelier de Inovação dos Cereais em anexo. Se está ou esteve envolvido em projetos de inovação, saiba mais sobre estas iniciativas e inscreva-se, a si e à sua equipa de projeto, em www.ateliersinovacao.pt.