Será que as incertezas dos factores meteorológicos têm impacto na produção agrícola?

   0 Publicado a 21/09/2017 às 19:11 por Sérgio Ferreira · (0)
Maxresdefault

Se a resposta for positiva, então será normal que a comunidade agrícola e florestal encare a formação especializada como um investimento crucial para capacitar os agricultores, os técnicos agrícolas/florestais e todos os outros ramos profissionais que necessitarem, com as ferramentas adequadas para responderem aos problemas dos impactos de situações adversas de tempo e da variabilidade climática nas culturas e recursos florestais.

Foi com esta percepção que The Berry Project organizou o Curso de Riscos Climáticos Aplicados à Agricultura que vai c A realização deste curso está longe de estar assegurada porque envolve custos elevados para assegurar condições e a participação de um Investigador brasileiro com muita experiência na relação variabilidade/ alterações climáticas com produção agrícola, o que obriga a um número mínimo de 15 participantes.
Assim, o The Berry Project faz mais um Reminder sobre o Curso de Riscos Climáticos Aplicados à Agricultura que tem as inscrições abertas com um Early Bird, que, até 30 de Setembro de 2017, permite poupar €150. No programa do curso foi feito um ajustamento com a inclusão de um novo módulo sobre Variabilidade/alterações climáticas na vitivinicultura.

O curso está estruturado em 5 módulos, tendo agora sido integrado o Módulo 5 sobre Variabilidade/alterações climáticas na vitivinicultura, em que será formador o Prof. Adjunto, Luís Peres de Sousa, da Escola Superior Agrária de Beja (ESAB) do Instituto Politécnico de Beja. O Prof. Luís Peres de Sousa é Engenheiro Agrónomo e Produtor-Vitivinicultor e é delegado de Portugal na OIV - Organização Internacional da Vinha e do Vinho.

Quer saber mais, veja em: https://www.theberryproject.org/.

Comentários · (0)

Faça Login para participar na discussão.